quinta-feira, 31 de março de 2011

I've been long, long way from here...*

"...estou enlouquecendo um pouco a cada dia, pois tudo o que eu quero está se afastando de mim...acordei esta manhã, ao som dos corações partidos, o  meu está cheio de perguntas, e isto está partindo o seu, isso está nos separando...esse é meu lar..." meio louco mesmo, mas isso não é escrita minha, em parte é o que traduzi de algumas músicas que escutei no carro hoje...me coube muito em muitas delas...as vezes falava de mim, as vezes falava dela,as vezes falava de uma outra eu lá do passado..Acordei mais cedo hoje, o que é uma grande novidade por aqui, tenho insônia, isso você já sabe (escrevo sempre, como se escrevesse para você), acordei por fim, e já tinha um tumulto provocado pela agitação que seria o dia..passeios lá da escola, dia de feira, reunião no trabalho...minha mente ficou vazia, não vazia de tudo, ficou vazia disso tudo* e lá só tinha você, e eu meio embasbacada* sentada com meu café com leite nas mãos...me ocorreu "SAUDADE"....me deu vontade de praça, estacionamento...mas era saudade mesmo...de apertar o peito. Me desculpa?...hoje eu não poderia sentir saudades, estava por demais ocupada...logo eu, que não tenho muita coordenação motora me vi fazendo coisas pensando em outras, ou pensando em você, o que é mais sincero de escrever. Rotina...telefone, tomar banho, preparar a roupa, almoçar, escolher o cd, gritar por ela no corredor do prédio...entramos no carro, chegamos na escola..eu saí da escola, o telefone não toca, queria usar minha habilidade, esforçar a mente e fazer essas coisas que não consigo, dirigir e falar ao telefone...pensei no meu combinado, mas nada, nadinha. Cheguei no trabalho, corri para a reunião, devo confessar, quase dormi por lá, logo eu, que sou tão dinâmica...adoro falar, apontar, afinal era sobre uma viagem...mas até aí ponto. Eu queria correr daquela sala...ar condicionado, café...gente sorrindo por conta de brinde, gente sorrindo pensando no que fazer depois do trabalho que estavamos agendando para a semana que vem, porque vai ser puxado, e o povo pensando na farra...mas eu só queria sair dali...mencionei que estava apressada (não sei porque), fiz minhas milhões de anotações, e fui a última a sair de lá..fui a pé porque ia ser difícil achar vaga, e eu já estava em cima da hora...sai de lá e estava chovendo, como eu queria ontem...tudo bem, nem reclamei, fiquei meio pinto na chuva, andei muitas milhas, parecia um infinito...terminei o trabalho, tomei outro café, fui me embora de lá, desse outro lugar, ridícula, refém de um celular. Desencanei, será mesmo?...que nada, aumentei o som, e a saudade
aumentou. Pensei num monte de coisas pra te dizer, e não pensei em nada...e fiquei fazendo essas traduções...desencanei de novo, porque já chovia demais, e meu cérebro cansado já não dava conta...então tentei testar, liguei para  minha mãe, na chuva, dirigindo, num trânsito ridículo, mas precavido...ela não me deu muito latim, logo desliguei e voltei a pensar...pensar...oras, não pensava, sentia...saudade...Cheguei na escola, falei com a professora, entrei no carro, meu telefone tocou, tive que desligar ou eu não daria a ré...ahhhhh... Cheguei em casa...era muito assunto, não falei sobre a saudade, não dava bem ali na cozinha...com os afazeres' me esqueci, Minha amiga me visitou, e me lançou um olhar de...e aí?...tudo bem contigo?...me lembrei de novo...shit...nem me lembro o que falei a ela, mas disse que sentia saudades, depois falei da minha viagem, falei da viagem dela...Tomei banho, assisti um filme, ou meio filme, passei um tempo dentro de mim,fiquei com ela, conversamos um pouco...ela foi dormir, eu vim escutar aquelas músicas do carro, hahahh e comecei a tradução..."venha a mim agora, repouse suas mãos sobre mim...mesmo que seja mentira, diga que tudo vai ficar bem, e eu acreditarei...estou quebrada em dois, sei que você já me sacou...estou tão pesada essa noite, e seu amor é o que tenho de certo..." parei, porque aí já não falava mais de mim...falava dela, falava de quem eu fui...Mas, eu continuo saudosa, acho que esse é um sentimento que demora a passar, por isso é saudade. Mas..."if it makes you happy it can be that bad...
http://www.youtube.com/watch?v=F8vyUx9Nn-g

3 comentários:

Marcela... disse...

Pois e..e mais uma vez o coração chorou bem alto..dentro de ti..e so vc com suas razões pode ouvi-lo e compreede-lo!!!

Adélia disse...

http://www.youtube.com/watch?v=B3Nnrj6i9Vk&feature=related
..faz parte de todo o texto...

Descoberta disse...

Querida Adélia, a dor aguda de saudade acomete a tôdos que encerram uma etapa da vida. Essa peça teatral, saiu de cartaz.. vc é atriz principal!1 brilhe Adélia!! como só as estrelas sabem.